AGUARDE... CARREGANDO...

PASS SUMMIT 2017 – Dia 3

Fala pessoal,

Infelizmente o Pass Summit 2017 chegou ao fim e esse será o meu último post sobre o evento. =(…

A primeira palestra do dia foi sobre: New Features in SQL That Will Change the Way You Tune

O palestrante falou sobre os temas abaixo e fez algumas demos:

  • New Cardinality Estimator (2014)
  • Query Store (2016)
  • Automatic Plan Correction (2017 Enterprise only)
  • Adaptive Query Processing (2017 Enterprise only)
  • Automatic index Management (Azure SQL Database)

Nada muito diferente do que já tinha visto…

A segunda palestra do dia seria do Brent Ozar, mas nosso amigo Marcelo Fernandes estava lá representando o Brasil como palestrante de uma mini palestra de 15 minutos. A galera toda foi lá marcar presença e apoiar o Marcelo que mandou muito bem:

Dali, saí correndo para pegar o final da palestra do Brent Ozar. Não podia sair de lá sem tirar uma foto com o Brent, pois acompanho bem de perto o trabalho dele e de sua equipe. Atendeu a todos muito bem após a palestra e ele não para de rir conversando e tirando as fotos com a galera.

A terceira palestra do dia foi: Bridging the DBA and Developer Relationship

Foi um papo descontraído do velho tema DBA x Desenvolvedores.

Também não podia sair de lá sem assistir uma palestra do Grant Fritchey e tirar uma foto com ele.

Os melhores livros de performance são dele.

 

Na hora do almoço aproveitei para passar na clínica e tirar uma dúvida com um engenheiro da microsoft. Esse é um baita de um benefício de ir ao Pass summit. No próximo, espero levar muitas outras dúvidas para assistir menos palestras e conversar mais com esses caras.

A quarta palestra do dia foi da lenda Ola Hallengren. Quantas pessoas utilizam o script desse cara e não sabem como ele é???

Ta aí, esse é o cara:

A palestra dele foi TOP. Fiquei em pé porque estava muito lotada. Fez algumas comparaçoes de DMV x Query Store x Extended Event e também simulou alguns cenários de problemas e suas soluções.

Após a palestra discutimos sobre um problema e vamos trocar alguns e-mails. Ele me parabenizou pelo primeiro ano de MVP. Gente fina também o Ola, só parece ser bem tímido. Por isso, muita gente não conhece a foto dele (muitos achavam que pelo nome era uma mulher…rsrs).

A última palestra foi sobre o assunto: Adaptive Query Plans? What`s up With That

Cheguei um pouco atrasado pois estava conversando com o Ola, mas, a parte que peguei, as demos pareceram bem legais. Como estava bem cansado, não absorvi tanto, mas está na lista para revisar todas as demos com calma.

Após o evento, mais um HH com os amigos na noite com maior frio em Seattle. Durante o dia chegou até a nevar (aí o turista vai a loucura).

E assim fecho a minha jornada no Pass Summit 2017.

O valor investido nessa viagem não foi baixo, não posso mentir para vocês, mas com todas essas experiências que vivi, valeu demais da conta. Faria tudo de novo sem pensar. A primeira vez é realmente inesquecível, pois tudo é novidade.

Se trabalha com a plataforma de dados da Microsoft, uma das suas metas deve ser ir vivenciar pelo menos uma vez na vida o Pass Summit.

Se começou agora, não se desespere…. Todo ano o evento está lá… Um dia vai chegar sua hora. Quanto mais dúvidas e problemas levar e quanto melhor for seu inglês, mais vai aproveitar o evento.

Ainda deu tempo para outra visita na microsoft com um amigo que ainda não tinha ido:

Caso não tenha visto os posts anteriores, segue abaixo:

Abraços,

Fabrício Lima

Microsoft Data Platform MVP

Consultor e Instrutor SQL Server

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: