Treinamento SQL Server: Primeira turma entregue com sucesso!

2, fevereiro, 2015 Sem comentários

Olá Pessoal,

Nesse fim de semana ministrei meu primeiro treinamento sobre SQL Server com o tema: Tarefas do Dia a Dia de um DBA.

Passar o Sábado e Domingo o dia inteiro estudando SQL Server parecia um sacrifício muito grande para quem estava de fora, mas para quem participou do treinamento, as horas passaram tão rápido que quando vimos o treinamento já estava acabando.

O Treinamento foi realizado Inloco no cliente em Cachoeiro de Itapemirim-ES e a avaliação do treinamento teve nota máxima. O Feedback foi muito bom. Agradeço a Selita e a todos que participaram do treinamento pela confiança e participação.

O pessoal que fez o treinamento já está pedindo outros e já está começando a surgir interesses de outras empresas para novos treinamentos. Muito legal!!!

Tenho uma lista com 26 interessados para fazer esse treinamento ONLINE. Após o carnaval já libero as datas das turmas ONLINE, junto com carga horária e valores.

Caso tenha interesse, me envie um e-mail para: [email protected] ou me chame no Skype: fabriciolima.net.

A prioridade das vagas será para quem enviar primeiro o e-mail de interesse.

Caso queira levar esse treinamento para sua empresa, entre em contato. Em caso de necessidade de viagens, incluo os custos de passagens e hospedagem no treinamento.

Lembrando que esse treinamento é de nível básico, com foco em quem está começando agora na área de DBA ou tem interesse em começar.

Segue alguns depoimentos dos participantes do treinamento:

“Ótimo treinamento, com nível de conhecimento altíssimo, pontualidade de horário, muita didática de como passar conhecimento e disponibilização de vários scripts.”

Solimar Machado, Analista de Negocio – Selita

 

“Treinamento Excelente, que ajudará muito o meu dia a dia na empresa, prevendo os problemas antes que eles aconteçam e corrigindo mais rápido os problemas que acontecerem.”

Wander Domingos, Técnico de Informática – Selita

 

“Recomendo o treinamento de tarefas do dia a dia do DBA para todos que necessitam saber mais sobres os conhecimentos que um DBA deve ter. O Instrutor tem um grande conhecimento sobre a teoria e prática.”

Carlos Souza, Administrador de Redes – Selita

 

Pontos positivos assinalados na Avaliação:

  • Material didático disponibilizado
  • Alto nível de conhecimento do instrutor
  • Equilíbrio entre teoria e prática
  • Obtenção de diversos scripts
  • Didática do instrutor
  • Pontualidade do instrutor

Fotos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Casos do Dia a Dia: Transaction Log não diminui – Nível Hard

15, janeiro, 2015 3 comentários

Olá Pessoal,

Recebi um alerta de LOG FULL em um dos clientes que realizo um monitoramento diário do BD com minha Consultoria SQL Server.

Até aí, nada de mais. Seria um atendimento de rotina onde provavelmente o Log não era limpo devido a algum problema no Backup de Log ou alguma transação que estaria segurando o arquivo de Log e não deixando ele ser limpo pelo backup.

O Log da base estava com 800 MB e com 80% de utilização.

A primeira coisa que fiz foi validar o backup de log que era executado a cada 10 minutos. O job de backup do log estava executando com sucesso para essa database, mas o log não estava sendo limpo.

O segundo passo foi analisar se tinha algum processo segurando o log desse banco de dados. No momento que estava atuando, o servidor estava praticamente parado. Não tinha nenhuma transação ativa na base, nenhum lock no banco, nenhum processo em execução e as conexões que existiam na base estavam todas como sleeping.

Matei algumas conexões que pareciam suspeitas, mas em seguida eu rodava o backup de log e nada do log limpar.

Usei a função fn_dblog para ler o Transaction Log dessa base e só eram retornadas 12 linhas. Como é possível um log ter mais de 500 MB de utilização e só ter 12 linhas???

Como eu disse no título desse post, esse problema no Log era Nível Hard!

Coloquei meu Networking de SQL Server para funcionar e, após algumas sugestões de amigos, o Demétrio (Blog) me passou um artigo do Sr. Paul Randal que quando lí, matou a charada na hora!!!

Paul Randal é o cara!!! Meu Networking também é o cara!!!

Segue o artigo:
http://www.sqlskills.com/blogs/paul/why-is-log_reuse_wait_desc-saying-log_backup-after-doing-a-log-backup/

Seguem as partes do artigo que mataram a charada:

If you have a transaction log that is not growing, and you’re taking regular log backups, but thelog_reuse_wait_desc remains LOG_BACKUP, this is because zero VLFs were cleared when the previous log backup was performed.

How can that happen?
Imagine a database where there’s very little insert/update/delete/DDL activity, so in between your regular log backups there are only a few log records generated, and they’re all in the same VLF. The next log backup runs, backing up those few log records, but it can’t clear the current VLF, so can’t clear log_reuse_wait_desc. As soon as there are enough changes in the database that the current VLF fills up and the next VLF is activated, the next log backup should be able to clear the previous VLF and then thelog_reuse_wait_desc will revert to NOTHING. Until the next log backup occurs and isn’t able to clear the current VLF, in which case it will go back to LOG_BACKUP again.

Olhando os VLFs do arquivo de log dessa base com o comando DBCC LOGINFO, verifiquei que um dos VLFs estava muito grande. Como o ambiente tinha pouca atualização e esse VLF era grande, o SQL não estava utilizando outros VLFs e por isso que o backup do Log não estava conseguindo limpar nenhum VLF, como o Paul Randal explicou no artigo dele.

O que fazer então?

Agora o problema mudou para o modo Easy.

Para resolver o problema, criei uma tabela nessa base e fiz um loop de insert para crescer o log.

Isso mesmo, gerei registros de log para poder limpar esse log depois. Estranho né!??

Após os inserts, o status de mais 2 VLFs foram alterados para o valor 2 conforme figura abaixo (A – como estava antes do insert | D – Os status alterados depois do insert).

Status VLF:

Feito isso, rodei novamente o job de backup do log e a utilização do log baixou para 1%. O SQL Server manteve o log ativo em outro VLF e conseguiu limpar o log do VLF gigante liberando o espaço utilizado no transaction log.

Eu estava na linha de que tinha algum processo perdido que não estava encontrando e estava segurando o log. Mas a solução estava na direção contrária.

Para evitar que esse problema volte a acontecer, tive que balancear os VLFs desse Transaction Log.

Segue abaixo um artigo excelente para te ajuda a balancear os VLFs. Nele também tem links para outros artigos para que você possa entender tudo sobre VLF:

http://edvaldocastro.com/vlf_control/

Como eu sempre digo, vivendo e aprendendo.

Fica de aprendizado para mim e agora também para vocês por meio desse Blog.

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

Retrospectiva de 2014 e Planejamento de 2015

5, janeiro, 2015 2 comentários

Olá Pessoal,

Assim como nos últimos anos, segue uma breve retrospectiva do ano de 2014 e algumas metas para 2015.

 

Retrospectiva de 2014

 

Dentre todas as metas que tracei para o ano de 2014, conforme pode ser vista nesse post Planejamento 2014, uma delas (a de número 10) foi muito melhor que o esperado e acabou com o meu tempo para cumprir praticamente todas as outras metas:

10 – Conseguir pelo menos um novo cliente por mês para a minha Consultoria SQL Server e continuar a atender com qualidade aos clientes atuais onde já tenho um suporte mensal fixo.

Ao invés de conseguir 12 novos clientes no ano de 2014, eu consegui 32 novos clientes para minha consultoria SQL Server e isso não me deu muito tempo para concluir as outras metas.

São Paulo continua sendo o estado onde mais presto serviço para clientes, mas também consegui clientes em novos estados em 2014. Segue abaixo um Mapa com os estados onde já atendi clientes com minha consultoria:

Números do Blog

Em 2013 tive esses acessos:

Em 2014 tive esses acessos:

Como pode ser visto, a quantidade de usuários que acessaram meu blog aumentou 78% e a quantidade de visualizações de páginas aumentou 57%. É um crescimento excepcional para um ano onde não realizei muitas postagens no Blog.

Em suma, o crescimento do Blog em 2014 foi excelente, o crescimento da minha consultoria foi excepcional e dessa forma o ano de 2014 foi um ano de muitas conquistas.

 

Planejamento de 2015

 

Esse ano serei bem mais moderado nas minhas metas:

1 – Conseguir pelo menos dois novos clientes pontuais por mês para a minha Consultoria SQL Server

2 – Aumentar de 7 para 13 o número de clientes onde realizo um suporte e monitoramento mensal do BD. Isso significa um novo cliente mensal a cada dois meses.

3 – Novidade: Iniciar os treinamentos da Fabricio Lima Soluções em BD.

Comecei com a ideia de montar uma turma presencial em Vitória conforme post abaixo:

Treinamento SQL Server: Tarefas do dia a dia de um DBA

Contudo, mesmo sem uma divulgação em massa a procura por um treinamento ONLINE está muito grande. Dessa forma, a meta é realizar um treinamento ONLINE para pelo menos 4 turmas em 2015.

Caso tenha interesse, basta mandar um e-mail para [email protected]. Como já tenho 20 pessoas na lista de interessados, não será possível se inscrever para a primeira turma, mas você já fica na fila para as turmas seguintes.

4 - Baixar meu tempo na corrida 10 milhas garoto (16 km) e continuar dando aula de Futebol nas peladas de sábado.

5 – Fazer uma grande viagem de férias com minha esposa.

6 – Quem sabe encomendar um Fabricio Lima Júnior??? Será??? =)

Que no ano de 2015 possamos ter um grande crescimento pessoal e profissional.

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

 

 

 

Categories: Carreira

Treinamento SQL Server: Tarefas do dia a dia de um DBA

3, novembro, 2014 2 comentários

 

Olá Pessoal,

Um amigo quer entrar para a área de administração de banco de dados e me solicitou um treinamento que abordasse as atividades de um DBA no seu dia a dia de trabalho. Diante disso, resolvi preparar um treinamento para ele, mas abrirei o treinamento para mais 4 pessoas totalizando uma turma de 5 alunos para que o treinamento seja o mais produtivo possível para os participantes.

Nesse momento, esse treinamento será presencial em Vitória-ES, contudo, posteriormente espero realizar o mesmo treinamento de forma ONLINE para atender aos profissionais de outros estados.

Para o pessoal que pode fazer o treinamento presencial em Vitória-ES, me envie um e-mail ou me chame no skype para fazer sua reserva. Como são apenas 4 vagas disponíveis, as inscrições podem acabar rápido.

Para o pessoal que não é de Vitória-ES, mas também possuem interesse nesse treinamento, também já podem me mandar um e-mail que eu coloco na fila de reserva para quando for realizar o treinamento ONLINE, que também terá um número limitado de pessoas na sala para poder ser bem produtivo.

Seguem os contatos para a realização das reservas:

  • E-mail: [email protected]
  • Nome Skype: fabriciolima.net

Abaixo os detalhes do treinamento:

Objetivo

O objetivo desse treinamento é mostrar as tarefas que um DBA deve executar no seu dia a dia de trabalho, tais como, instalação, configuração, manutenção e monitoramento de um ambiente SQL Server. Quem é responsável por um ambiente SQL Server, mesmo que ele seja pequeno, é obrigado a conhecer os assuntos tratados nesse treinamento.

Os scripts utilizados nesse treinamento serão utilizados por vocês durante anos e anos de carreira para quem seguir nessa área de administração de banco de dados.

Após esse treinamento vocês poderão administrar um ambiente SQL Server de forma mais proativa e com maior segurança, aumentando a performance e a disponibilidade desse ambiente.

Carga Horária e Cronograma

A duração desse treinamento é de 24 horas e ele será realizado em três sábados no período de 09:00 às 18:00.

A previsão é de que ele seja realizado aqui em Vitória-ES em Dezembro/14 ou Janeiro/15 dependendo da disponibilidade dos alunos interessados.

Público Alvo

Desenvolvedores, Analistas de Infraestrutura, DBAs iniciantes e outros profissionais que desejam conhecer como um DBA deve administrar um banco de dados SQL Server no seu dia a dia de trabalho.

O foco desse curso não é para DBA’s experiêntes, mas sim para DBA’s iniciantes ou pessoas que precisam ou desejam administrar um SQL Server no dia a dia.

Sobre o Instrutor

Trabalho há 9 anos com SQL Server em uma grande empresa de Vitória-ES, além disso, já atendi mais de 30 clientes espalhados pelo Brasil com minha consultoria remota conforme pode ser visto no link abaixo:

http://www.fabriciolima.net/blog/clientes/

Nesse mesmo blog já compartilhei inúmeras experiências do meu dia a dia como podem ser conferidas nas categorias abaixo:

Essa experiência, scripts e rotinas de administração que adquiri nesses anos que compartilharei com vocês no treinamento.

Investimento Financeiro

O valor do treinamento é de R$ 1.350,00 por aluno e poderá ser pago em até duas vezes.

Para pagamento à vista é concedido um desconto de R$:100,00

  • Valor à vista:  R$ 1.250,00
  • Valor em duas vezes: 2 x 675,00 = R$ 1.350,00

Conteúdo Programático

Modulo 01: Instalação e configuração do SQL Server 

  • Planejamento de uma instalação
  • Realização de uma instalação ao vivo
  • Configurações pós instalação

Modulo 02: Gerenciamento de Acessos no SQL Server 

  • Criação de Usuários e Logins
  • Inclusão e remoção de acessos aos objetos do banco de dados

Modulo 03: Diversas Tarefas do Dia a Dia 

  • Criação de uma base de dados
    • Page Verify Option
    • Recovery Model
  • Criação de Tabelas
  • Principais tipos de dados do SQL Server
  • Utilização de Constraints (PK, FK, Default, Check e etc)
  • Detach e Atach
  • Import e Export
  • Linked Server
  • Shrink
  • Configuração Database Mail

Modulo 04: Backup e Restore 

  • Backup
    • Conceitos
    • Diferença dos tipos de backup FULL, Diferencial e do Log
      • Como funciona o arquivo de Log do SQL Server
    • Dicas para criar uma estratégia de backup
    • O que acontece se durante a execução de um backup FULL forem executados backup de Log?
  • Restore
    • Conceitos
    • Testes de restore
      • Restore FULL + Logs
      • Restore FULL + Log até um determinado horário

Modulo 05: SQL Agent

  • Operadores
  • Alertas
  • Configurações
  • Trabalhando com Jobs 

Modulo 06: Criação de Alertas 

Criação de alertas no banco de dados e o que fazer quando receber um:

  • Alertas de locks entre dois processos por mais de X minutos
  • Alertas quando o Transaction Log passa de 85 % de utilização
  • Alertas de Consumo de CPU
  • Alerta de Falta de espaço em disco
  • Alertas quando acontecerem erros graves no SQL Server com  severidade entre 20 e 25
  • Alertas de databases que não estão ONLINE
  • Alertas de páginas e bases corrompidas no banco de dados
    • Visão geral sobre corrupção de banco de dados

Modulo 07: Realizando um Tuning na prática 

  • Análises iniciais dos recursos do servidor
    • CPU
    • Memória
    • Disco
  • Criação da procedure WhoisActive
    • Exemplos de utilização e explicação dos resultados retornados por essa procedure
  • Criação de um Trace para Log das queries lentas do banco de dados
    • Desabilitação do trace Default do SQL Server
    • Criação da rotina de traces
    • Como criar um Server Side Trace
  • Criação de uma rotina para armazenar alguns contadores do SQL Server
    • BatchRequests
    • User_Connection
    • CPU
    • Page Life Expectancy
  • Análise das Estatísticas
    • Entendendo como as estatísticas funcionam e sua importância
    • Criação de uma rotina para atualização de estatísticas
  • Índices
    • Como os dados são armazenados no SQL Server
    • Tipos de índices (clustered e nonclustered)
    • Fragmentação
      • Rotina para armazenar o histórico de fragmentação de índices
      • Rotina para desfragmentar os índices das bases
  •   Analise da utilização de índices
    • Rotina para armazenar o histórico de utilização de índices
  • Sugestões de índices pelo SQL Server
  • WaitsStats
    • O que são WaitsStats no SQL Server?
    • Como analisar?
    • Explicação dos Waits mais comuns
    • Rotina para armazenar um histórico de Waits no BD
  • Execution Plan
    • Como analisar?
    • Operadores mais comuns
  • Análise das queries lentas retornadas no Trace criado
    • Análise das queries que mais vezes demoraram no banco de dados
    • Análise do consumo de recursos
    • Criação de índices
  • Scripts para análise das:
    • Queries mais executadas
    • Queries que consomem mais CPU
    • Queries que realizam mais leituras 

Modulo 08: Overview das soluções de Desastre e Recovery mais utilizadas nas empresas           

  • Até o SQL 2008 R2
    • Cluster
    • Database Mirroring
  • A partir do SQL 2012
    • Alwayson Failover Cluster
    • Alwayson Availability Groups
    • Database Mirror (para versões Standard)
  • Soluções menos utilizadas
    • Replicação
    • Log Shipping

Não perca essa oportunidade de investir na sua carreira.

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

Cliente diz: “Tenho Backups e meu banco está seguro”. Será???

16, junho, 2014 8 comentários

Olá Pessoal,

O objetivo desse post é fazer um alerta a todos vocês que são responsáveis por um banco de dados SQL Server, seja você um desenvolvedor, um analista de banco de dados, um coordenador ou gerente de TI.

Já atendi muitos clientes na minha Consultoria SQL Server que contrataram um pacote de Tuning comigo, mas não quiseram contratar o pacote de reestruturação das rotinas de backups e alertas, pois ele já tinha um backup rodando no banco de dados ou tinha um servidor na nuvem onde existe uma garantia de alta disponibilidade do servidor virtual ou por outros motivos.

Acontece que mesmo com uma excelente rotina de backups você pode perder dados no SQL Server. Isso não é um problema exclusivo do SQL Server, dados também podem se corromper nos outros SGBDs do mercado (Oracle, DB2 e etc).

Em um exemplo real, um cliente me ligou pedindo ajuda pois que sua base estava corrompida. Ao fazer uma análise do nível de corrupção desse cliente, não seria possível recuperar essa base, pois páginas de estruturas internas da única tabela existente na base estavam corrompidas. Nem o comando CHECKDB com REPAIR_ALLOW_DATA_LOSS era possível ser executado nessa base dado o nível de corrupção. Solicitei os backups ao cliente e ele disse que tinha apenas um backup feito na semana anterior, mas que já tinha restaurado e o backup também já estava com a base corrompida.

Nesse caso, o backup era executado com sucesso, mas a base possuía páginas corrompidas. A única solução possível foi realizar um SELECT nos dados que ainda estavam sendo retornados e inserir esses dados em uma nova Base/Tabela.

Resultado: Perda de dados para a empresa.

Imagina se isso acontece com o banco de dados da sua empresa e com a tabela mais importante que existe?

Outro caso real e mais grave é contado pelo Paul Randal (cara que escreveu o CHECKDB). Um Banco dos EUA teve um problema de corrupção em um índice nonclustered. A princípio essa é uma corrupção simples de resolver, mas o DBA tomou uma série de ações erradas que aumentou ainda mais o problema. Chamaram o Paul Randal e após análise do ambiente ele pediu os backups para recuperar a base. O Banco tinha um backup FULL de 4 meses atrás e backups do Log até o dia do problema, tudo em fita. Milagrosamente, todos os backups foram restaurados com sucesso, mas o banco ficou parado por 2 dias para concluir essa operação. Os clientes que não conseguiram tirar extratos ou sacar seu dinheiro por dois dias mudaram de banco e logo em seguida o banco quebrou.

Resultado: Empresa falida e com uma contribuição significativa do DBA. Para verem o poder que esse profissional tem em mãos e muitas vezes isso não é valorizado até que um desastre como esse aconteça.

Mas o que pode ser feito para evitar ou amenizar esses problemas de corrupções?

  • A primeira dica é cuidar muito bem do seu sistema de I/O (Discos, drives, controladoras e etc).
  • Cuidar do seu fornecimento de energia para evitar quedas inesperadas do seu servidor.
  • Monitorar a tabela suspect_pages no MSDB.
  • Monitorar os alertas 823, 824 e 825.
  • Executar o CHECKDB com a maior frequencia possível, mas em horários não produtivos pois é um procedimento muito pesado. Em caso de encontrar uma corrupção, um alerta deve ser enviado imediatamente.
  • Ter um Database Mirroring ou AlwaysOn Availability Groups configurado. Como essas tecnologias replicam log de transação, uma corrupção de página não é replicada para os servidores secundários. Além disso, em alguns casos, a página corrompida é recuperada automaticamente do servidor secundário para o servidor primário.  Isso já seria um grande motivo para convencer seu gerente a investir nessas tecnologias.
  • Ter uma rotina de backup adequada com backups redundantes e realizar testes de restore com esses backups. Não adianta ter backup e o mesmo não funcionar na hora de restaurar por estar corrompido.

Evitar 100% uma corrupção não é possível, mas você deve ter meios de identificar essa corrupção o mais rápido possível para poder atuar e diminuir os impactos causados por essa corrupção.

Corrupções em banco de dados acontecem com mais frequência do que imaginamos, basta dar uma busca nos fóruns que encontrará várias threads com alguém solicitando ajuda em uma corrupção. Também vejo esses relatos em muitas listas de e-mail e agora até dos clientes que atendo como consultoria.

Para finalizar esse post, se você é responsável pela TI da sua empresa, possui um banco SQL Server e não tem ninguém com conhecimento para administrá-lo, você tem duas opções:

  • Contratar um especialista SQL Server para analisar seu ambiente e criar os procedimentos necessários para te alertar rapidamente em caso de corrupção.
  • Treinar um de seus colaboradores para que possam realizar essas tarefas de administração do ambiente.

Espero ter contribuído para evitar que esse problema aconteça com vocês. Corrupção é o problema que mais me dá medo nos bancos de dados SQL Server que sou responsável.

Para refletir:

Backups, Alertas e Monitoramento é igual seguro de carro, tenho seguro de carro há 5 anos e nunca usei, contudo, o dia que meu carro for roubado, minhas perdas serão mínimas. Eu pago o seguro para ficar mais tranquilo.

O mesmo vale para um banco de dados de uma empresa que vale muito mais que um carro. Seu banco de dados pode estar há 5 anos sem nenhum problema, contudo, o dia que acontecer um problema grave e você não tiver preparado, suas perdas podem ser muito maiores do que seria se seu carro fosse roubado.

Vale a pena fazer um “seguro” do banco de dados da sua empresa?

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

Casos do Dia a Dia: Removendo um Disco Mount Point de um Cluster SQL Server

9, junho, 2014 2 comentários

Olá Pessoal,

Em um belo dia de sol, precisamos remover um disco que era mount Pouint de um cluster com SQL Server.

Realizamos a remoção como se fosse um disco normal, conferimos que o disco não estava mais sendo utilizado, tiramos todas as dependências desse disco e finalmente retiramos o disco do cluster (botão direito no recurso + Remove).

Ao fazer isso, todos os meus recursos desapareceram da minha console do Failover Cluster Services:

Leia mais…

SQL Server 2012 – Simulado para a prova 70-461 – Parte 10

Olá Pessoal,

Após um bom tempo parado, consegui uma folga nas minhas consultorias para escrever mais um post. Segue mais um simulado com 5 questões para a prova 70-461.

1 – Quais das opções abaixo indicam o que não pode ser feito em uma função no SQL Server? (Marque todas as corretas)

a – Criar ou acessar tabelas temporárias
b – Chamar uma Stored Procedures
c – Executar códigos dinâmicos no SQL Server
d – Fazer um loop com WHILE ou CURSOR
e – Chamar uma View
f – Chamar outras funções

Leia mais…

TOP 5 Posts mais acessados em Abril de 2014

Olá Pessoal,

Pelo quarto mês seguido tive um recorde de visitas (293 a mais) e visualizações de páginas (825 a mais). Segue abaixo os dados de acesso do mês:

Seguem os 5 artigos com mais visualizações do mês de Fevereiro de 2014:

1 - Material para as certificações MCSA e MCSE do SQL Server 20121.870 visualizações

2 - 5 motivos para quem utiliza o Protheus (Totvs) contratar um DBA SQL Server1.710 visualizações

3 - Windows Server 2012 – Simulado para a prova 70-410 – Parte 11.439 visualizações

4 -SQL Server 2012 – Simulado para a prova 70-461 – Parte 1: 765 visualizações

5 - Windows Server 2012 – Simulado para a prova 70-410 – Parte 3: 703 visualizações

Destaque para mais um post de Windows Server que apareceu no TOP 5. A galera de infra está aumentando a presença aqui.

Seguem outras estatísticas do Blog: Quantidade de Acesso

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

Categories: Notícias

Como serão as certificações do SQL Server 2014?

27, abril, 2014 4 comentários

Olá Pessoal,

Sexta-feira estive no evento oficial de lançamento do SQL Server no Brasil na sede da Microsoft em São Paulo. Foi falado bastante sobre as novas funcionalidades do SQL 2014, contudo, ninguém tocou no assunto certificação.

Me passaram um link da microsoft muito interessante onde na parte de perguntas e respostas são ditas algumas informações muito importantes sobre as certificações do SQL Server 2014.

Segue o link: http://www.microsoft.com/learning/pt-br/sql-certification.aspx#faq

A parte interessante desse link é essa informação abaixo:

Leia mais…

TOP 5 Posts mais acessados em Março de 2014

Olá Pessoal,

Pelo terceiro mês seguido, mesmo com Março tendo 5 dias de carnaval, tive um recorde de visitas (616 a mais) e visualizações de páginas (1.320 a mais). Segue abaixo os dados de acesso do mês:

No dia 18/03 também foi batido o recorde de visualizações do Blog em um único dia: 1.166 visualizações

Seguem os 5 artigos com mais visualizações do mês de Fevereiro de 2014: 

1 - Material para as certificações MCSA e MCSE do SQL Server 20121.721 visualizações

2 - 5 motivos para quem utiliza o Protheus (Totvs) contratar um DBA SQL Server1.402 visualizações

3 - Windows Server 2012 – Simulado para a prova 70-410 – Parte 11.277 visualizações

4 -SQL Server 2012 – Simulado para a prova 70-461 – Parte 1: 648 visualizações

5 - Cursos e materiais de TI online e grátis618 visualizações

Destaque para o Post do Protheus que assumiu a segunda colocação dos posts mais visualizados.

Seguem outras estatísticas do Blog: Quantidade de Acesso

Abraços,

Fabrício França Lima

MCITP – Database Administrator

Trabalha com SQL Server desde 2006

Categories: Notícias
Follow

Get every new post delivered to your Inbox

Join other followers